Ana Rita Simonka e um novo gênero de World Music

Poucos artistas são tão inspirados a ponto de criar um novo gênero musical: a cantora, compositora e multi-instrumentista Ana Rita Simonka é um desses artistas difíceis de rotular. Seu álbum de estreia “Bossa Nova Delhi” (2000) - uma fusão exótica da MPB brasileira com a Música Clássica Indiana - foi aclamado mundialmente: a faixa “Mais Filhos de Gandhi” foi selecionada para a compilação especial “Gardens of Eden” da gravadora Putumayo-USA. Sua arte busca ser global mas sem abandonar as suas fortes raízes culturais do Jazz Brasileiro de Minas Gerais. Ela tem trabalhado para unir as raízes brasileiras com as mais diversas linguagens musicais vindas de tradições da Índia, do Oriente Médio, da Europa Medieval, do Flamenco, do universo Xamânico, da sonoridade Afro-Latina e mesmo da música indígena entre tantas outras inspirações. Lançou dezenas de Álbuns originais e singles de meditação destacando a mais recente série “Yoga Music Brasil”, tendo como parceiras as gravadoras mais relevantes do Brasil como MCD, AzulMusic, LuaMusic e Tratore - e também tem tido a sua música presente em programas de TV, novelas e especiais alternativos e de bem-estar. Ana Rita Simonka se apresenta nos mais relevantes eventos holísticos do Brasil há vinte e cinco anos como artista, terapeuta a professora; atualmente vive em Portugal onde mergulha nas suas origens ibéricas para descobrir novas possibilidades para inspirar a sua vida e a sua arte.

Leave a comment

Please or register to post.

Add comment